Skip to content

Oratória

oratória

Você sabe o que é oratória? Mesmo que não saiba, você convive com ela diariamente em quase todos os lugares que você frequenta. Tá, mas então o que é? Oratória é a arte de falar em público, é a capacidade de comunicar de forma eficiente ao ponto de conseguir convencer alguém sobre qualquer assunto.

A maioria das pessoas são ótimas em suas profissões, proativas, dedicadas e quando precisam agem com extrema liderança pondo em prática toda a experiência adquirida por anos. Porém, quando o assunto é falar em público, toda a experiência de carreira não serve para praticamente nada. Quando expostos nessas situações começa então a tremer, gaguejar, suar, falar enrolado e ficam com o raciocínio confuso.

Você é uma dessas pessoas descritas acima? Felizmente, tem como contornar esses problemas por meio de algumas técnicas de oratória. É incrível como pessoas tímidas podem passar a ser ótimos oradores por meio de treinamentos eficazes, basta ter força de vontade. Abaixo explicamos melhor o que é oratória e damos algumas dicas que podem ser úteis para você.

Quais sãos as técnicas de oratória e como se tornar um bom orador?

Como ser um bom orador? De modo geral, o bom orador sabe muito bem sobre o assunto que está falando, pois está sempre se atualizando e sua organização é impecável. Somente assim é possível desenvolver um alto nível de oratória.

Para ser um bom orador é bom começar se perguntando qual é objetivo do conteúdo que será abordado, em seguida recorrer a diversos meios de pesquisas. O ritmo de de fala também é outra coisa a ser considerada, de nada adianta falar as coisas pela metade e seu público não entender absolutamente nada.

Fale com pausas, pratique seu discurso antes de se apresentar, sempre em voz alta. Leia com muita atenção e calma. Confira abaixo algumas técnicas de oratória que podem ser uteis na hora de falar em público. 

Estude sua plateia

Afinal, você sabe para quem irá falar? Dependendo do público a abordagem deve ser diferente. Sua apresentação é para um público mais jovem, pessoas mais velhas ou tudo meio misturado? Sabendo exatamente quem é seu público, você pode definir seu vocabulário adequadamente.

O humor é importante

O humor é importante se você quer se tornar um bom orador. Mas, você deve ter em mente que iniciar logo com uma piada não é o mais aconselhável. Você pode usar o humor no decorrer da apresentação, ironias e sagacidade são a chave.

Sorria

Sorrir pode ajudar a esconder o seu nervosismo e deixa o público mais relaxado. Sem excessos é claro. Uma risada sem nem um motivo aparente pode ter um efeito contrário, causando embaraços e arruinando sua apresentação.

Gesticulação

Para ser um bom orador é necessário saber gesticular, felizmente nós aqui do Falar em público temos algumas dicas de linguagem corporal que podem lhe ajudar. Mas no básico, o que você precisa fazer é evitar gesticular muito, precisa agir com naturalidade, dando a entender que você está totalmente confortável com a situação.

Como evitar o nervosismos quando for falar em público?

Então você fez tudo certo, preparou seu belo discurso, estudou tudo sobre o assunto, mas quando chega a hora seu corpo não lhe ajuda, suas pernas não lhe obedecem mais e sua voz simplesmente não quer sair. Quem conhece as técnicas de oratória irá conseguir diminuir esses problemas, ou até eliminá-los totalmente.

Na maioria das vezes isso acontece por conta de uma respiração inadequada, ofegante. O que causa sensação de desespero, obrigando o corpo entrar em estado de alerta. Procure respirar com calma, concentrando o fluxo de ar, isso vai ajudá-lo a se acalmar.

Você também deve melhorar a sua postura corporal, faça exercícios físicos, principalmente de alongamentos. Com isso seu corpo irá ficar muito mais relaxado, evitando assim entrar em um estado de estresse.

Erros comuns de oratória que você deve evitar

Erros comuns de oratoria
Imagem/Reprodução

Vamos enumerar alguns erros básicos que a maioria das pessoas cometem em suas apresentações, principalmente iniciantes. O erro inicial está em não trabalhar adequadamente sua capacidade de comunicação. Você está pronto para saber o que não fazer em uma apresentação? Vamos lá:

Decorar

Essa é de longe a maior besteira que alguém pode fazer. Tentar decorar sua fala só fará seu discurso parecer artificial, robotizado. Então, nunca decore o texto, mas, sim, o estude por completo, entenda-o. Crie algumas possíveis perguntas da plateia, e as responda como se fossem reais.

Ler no PowerPoint

O correto é usar o PowerPoint para complementar a sua apresentação e não para servir de cola. Essa atitude deixará a apresentação maçante e chata, coisas que você não quer que aconteçam, não é? Olhe alguns vídeos de palestras no Youtube, vai notar que o foco da apresentação fica no orador e não no projetor.  

Postura fechada

Uma apresentação sem a participação do público não tem graça e se torna cansativa. Tente ficar em uma postura mais aberta, facilitando a participação da audiência. Apresentações dinâmicas são muito mais bem aproveitadas, use isso a seu favor.

Fala difícil

Quem muito diz, nada tem a dizer. As coisas mais importantes da vida são as coisas simples. Pessoas que falam difícil, geralmente não tem conteúdo verdadeiro e precisam preencher esse espaço com “lorotas”. O ideal é uma fala correta e simplista, que todos na sala consigam entender.

Desenvolver a oratória pode ser uma tarefa fácil para uns e difícil para outros, mas todos conseguem, basta de força de vontade e levar o aprendizado a sério. Se você gostou desse artigo, retribua compartilhando ele nas redes sociais. 🙂